Como lidar com a dor crônica em pessoas com deficiência?

27.08.2019

As pessoas com deficiência normalmente passam muito tempo sentadas em cadeiras de rodas, em posições pouco ergonômicas e confortáveis. Esse certamente é um dos principais motivos causadores da dor crônica em pessoas com deficiência, que são aquelas persistentes, que duram mais de três meses. Elas também podem ser causadas por doenças incuráveis e são boas indicadoras de que algo está errado.

Apesar de, em alguns casos, não ser possível eliminar a dor, existem sim alguns cuidados que podem amenizá-la ou torná-la menos frequente. Hoje vamos falar exatamente sobre esses cuidados.

Como amenizar a dor crônica em pessoas com deficiência?

1.      Mantenha seu corpo ativo para amenizar a dor crônica

A atividade física faz o corpo produzir e liberar endorfina, que é um analgésico natural do organismo. Sendo assim, ela é uma grande aliada para reduzir a dor crônica em pessoas com deficiência. Mas não se esqueça de considerar suas limitações físicas.

O ritmo também é importante. Existem milhares de pessoas com deficiência que são extremamente ativas e até atletas. Mas todas começaram devagar, seguindo seu próprio ritmo. Em seguida a complexidade dos exercícios pode ser aumentada de forma gradual, acompanhando a reação do corpo.

2.      Consuma alimentos adequados

Sim, a alimentação balanceada influencia também as dores. Conhecer os alimentos e as reações que eles podem causar no organismo é fundamental.

Alguns deles podem até mesmo aumentar as dores, como as carnes vermelhas que, se consumidas em excesso, aumentam o teor de sódio no organismo e ele pode aumentar as dores das articulações e a retenção de líquidos.

O ideal é consumir alimentos com baixo teor de gordura, ricos em micronutrientes e vitaminas, principalmente as vitaminas C, B6 e o cálcio. Potássio também deve ser ingerido para manter os músculos saudáveis, e para isso a banana é um ótimo alimento.

3.      Faça massagens

Pode ser que as massagens sejam parte da sua fisioterapia, mas se não for o caso, invista em sessões de massagens para aumentar o seu bem-estar.

As massagens ajudam no relaxamento da musculatura e também no alívio da dor. Se você sofrer com inchaços frequentes, a drenagem linfática pode ajudar a aliviar esse desconforto físico.

As costas normalmente são a parte do corpo que acumula maior tensão, justamente pela posição continuamente sentada. Então é importante dar atenção especial a essa parte do seu corpo.

4.      Mantenha sempre atitude positiva

O estado mental e emocional das pessoas influencia seu estado físico, quer você queira ou não. Então, é fundamental manter a calma, ter paciência, e buscar sempre ter atitudes positivas diante dos problemas que surgirem. Essa é a melhor fórmula para resolver tudo da melhor maneira possível e manter a saúde em dia.

Certamente é difícil manter a positividade sentindo dores, mas se você der poder a elas, permitirá que as dores atrapalhem toda a sua vida. As dores são apenas obstáculos que precisam ser vencidos.

5.      Use acessórios de ergonomia para aliviar a dor

A tecnologia já fez grandes avanços e hoje existem diversos produtos voltados para o bem-estar das pessoas com deficiência. Vamos conhecer alguns que podem ajudar:

Almofada ergonômica:

Usada no assento da cadeira e proporciona mais conforto, ajudando a reduzir as dores na região dos glúteos. As almofadas de pescoço também ajudam a dar mais sustentação à cabeça e reduzem as dores nas costas e nos ombros.

Cama motorizada:

Ela permite que o usuário incline de diferentes maneiras, oferecendo mais opções de posições confortáveis. No caso de pessoas que possuem alto grau de comprometimento motor, a cama motorizada também ajuda na hora da alimentação e de se vestir.

Cinto de segurança:

As principais funções do cinto de segurança para cadeira de rodas é manter o corpo sustentado em posição natural e também auxiliar na segurança e conforto na hora do transporte. Existem muitos modelos de cinto de segurança, cada um com uma função diferente.

6.      Mantenha acompanhamento médico e com um terapeuta ocupacional para amenizar a dor crônica em pessoas com deficiência

O terapeuta ocupacional ajuda a criar uma rotina de cuidados para fortalecer a musculatura comprometida. Ele acompanha, juntamente com o médico, o progresso físico da pessoa com deficiência e pode indicar outros recursos indicados para aumentar o bem-estar.

Lidar com a dor crônica diariamente é um grande desafio que precisa ser superado pelas pessoas com deficiência. Amenizar o problema pode ajuda-las a ter uma vida com mais autonomia e liberdade.

A Essence Cuidados se orgulha de contribuir com esses direitos importantes das pessoas com deficiência. Faz isso através de seus serviços de transporte especializado, que garante segurança e comodidade a seus clientes.

Conheça nossos serviços e solicite um orçamento.

Tags:
  • Cuidadores de pessoas
  • cuidados
  • Cuidados com a saúde da pessoa com deficiência
  • Dores crônicas
  • pessoa com deficiência

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu comentário será publicado no Facebook.


Voltar