Fisioterapia domiciliar para idosos: saiba se essa é a melhor opção

22.08.2018
Fisioterapia domiciliar para idosos

Não é novidade que a população idosa vem aumentando gradativamente em todo o mundo, inclusive no Brasil. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgada em abril de 2018, o país viu um crescimento de 4,8 milhões de idosos na população de 2012 para 2017.

Com esse salto, que representa um aumento de 18% em cinco anos, já são mais de 30 milhões de pessoas com 60 anos ou mais vivendo no Brasil. Essa expansão não passa despercebida, uma vez que, com ela, cresce também o dever de um país mais atento às necessidades dessa população. O avanço da idade acompanha uma série de dificuldades físicas e mentais, inerentes aos anos, que tornam a pessoa idosa mais vulnerável.

Exemplos dessas complicações que surgem ao envelhecer, as quedas são demasiadamente recorrentes em idosos e representam um sério risco à saúde, ocasionando fraturas e consequências mais graves. Elas ocorrem porque a postura e o equilíbrio vão se tornando instáveis, os tempos de reação e de movimento do corpo ficam mais lentos, tonturas passam a ser frequentes, a força muscular é reduzida, entre outros aspectos da terceira idade.

Fatores assim fazem com que os idosos se tornem mais inseguros e dependentes do auxílio de outras pessoas, inclusive para afazeres simples do dia a dia, limitando a sua autonomia e interferindo na autoestima.

O risco das quedas e a importância da fisioterapia para idosos

O envelhecimento não deve ser motivo para que uma pessoa perca sua independência e algumas atitudes podem ser tomadas para que isso não ocorra. Em muitos casos, a fisioterapia para idosos surge como uma alternativa de reabilitação que assegura a qualidade de vida na terceira idade.

A fisioterapia pode ser realizada como prevenção de problemas de saúde, o que também engloba as quedas, ou ainda para auxiliar na cura de uma ou mais questões apresentada pelo corpo, como doenças respiratórias, lesões, hérnia de disco, labirintite e outras enfermidades.

Ela é um tipo de ciência da saúde que promove diversos benefícios ao idoso, através de atividades como alongamento, exercícios respiratórios e aeróbicos, treinos de equilíbrio, marcha e coordenação, entre demais práticas. Com a saúde física em dia, a saúde mental melhora e tem um declínio mais lento e fica mais fácil garantir uma vida autônoma e independente, inclusive para a população da terceira idade.

A fisioterapia para idosos previne doenças, melhora a flexibilidade, evita a depressão, aumenta a força muscular, promove a autoestima, reverte quadros de hipertensão e taquicardia e ainda ajuda a prolongar a vida. No caso da depressão, a fisioterapia age evitando o sentimento de solidão dos idosos, reduzindo dores e ocorrência de insônia, fazendo com que eles relaxem a mente e mantenham peso e saúde estáveis.

Conheça as principais técnicas aplicadas na fisioterapia para idosos

Há uma grande variedade de técnicas aplicadas na fisioterapia para idosos, como cinesioterapia, hidroterapia, eletroterapia, termoterapia e terapia manual.

Para definir qual a melhor técnica de fisioterapia para o idoso, é necessário compreender as razões que o levaram àquela reabilitação e quais as principais necessidades de seu corpo.

A hidroterapia, por exemplo, conta com o auxílio da água para melhorar a musculatura, reduzir os estresses das articulações e aliviar as dores. Já a termoterapia se utiliza do calor para acelerar a velocidade metabólica e a contração muscular, auxiliar a excreção de dejetos e diminuir o risco de rompimentos de tendões, ligamentos e músculos.

Idosos com alterações no sistema nervoso central ou lesões nos nervos periféricos podem ser encaminhados para a eletroterapia, que faz uso de estimulações elétricas para aprimorar as contrações voluntárias do músculo esquelético.

Uma dúvida recorrente quando se fala em fisioterapia na terceira idade é o local onde ela será realizada. A fisioterapia domiciliar para idoso surge como uma opção quando a pessoa apresenta dificuldades de locomoção e mobilidade, impedindo o deslocamento até um consultório que ofereça a reabilitação, ou mesmo quando o idoso está em um estado de saúde mais grave. É o caso, por exemplo, de pessoas que necessitam ficar no leito e não têm como ir à clínica.

Vantagens e desvantagens da fisioterapia domiciliar para idosos

A fisioterapia domiciliar para o idoso também conta com algumas vantagens como a flexibilidade de horário, a possibilidade de ficar próximo à família e o acolhimento que o lar muitas vezes oferece. Em algumas situações, ela pode funcionar como uma prévia da fisioterapia no consultório, primeiro garantindo o condicionamento do idoso para então permitir o encaminhamento a outro local.

Embora conte com diversos pontos positivos, há certas vantagens que fazem com que as clínicas se destaquem e que não são possibilitadas durante a fisioterapia domiciliar para idosos.

É de extrema importância que as pessoas, na terceira idade, possam interagir com amigos e familiares, contribuindo para o seu bem-estar e para sua saúde. Na fisioterapia domiciliar para o idoso, ele acaba restrito aos familiares e aos profissionais que cuidarão de sua reabilitação. O próprio ato de sair de casa já é benéfico a esse paciente, pois faz com que ele explore locais diferentes e se sinta mais motivado de forma geral..

Estudos mostram que socializar com outras pessoas ajuda a fazer com que o cérebro tenha um declínio cognitivo mais lento. Problemas cognitivos são refletidos na memória, na atenção e no raciocínio lógico e se tornam mais frequentes na terceira idade, justamente devido ao declínio rápido.

Idosos que mantêm contato social com outras pessoas apresentam condições melhores que aqueles que se isolam, fator muito comum em indivíduos mais velhos. Mesmo idosos que têm histórico de doenças ou hábitos pouco saudáveis, como fumar, também são beneficiados por uma vida social ativa.

Ainda vale lembrar que a fisioterapia domiciliar para idosos pode sair mais cara que se realizada em uma clínica, onde todos os equipamentos já estarão à disposição, com tantos quantos ou mais profissionais que se deslocariam até a residência da pessoa.

Para os moradores de Recife e região que optam pela fisioterapia no consultório, é possível contar com a Essence para fazer o seu deslocamento da maneira segura com transportes adaptados. Quer saber como? Então solicite seu orçamento com a gente clicando aqui e garanta mais mobilidade para a sua vida!

Fontes:

http://www.homefisio.com.br/Noticias/veja-quais-sao-as-vantagens-da-fisioterapia-domiciliar-homecare/

http://www.soufisio.com.br/fisioterapia-para-idosos-conheca-as-melhores-tecnicas-e-como-aplicar-da-melhor-forma

https://www.sescsp.org.br/online/artigo/6431_QUEDAS+EM+IDOSOS+FATORES+DE+RISCO+CONSEQUENCIAS+E+MEDIDAS+PREVENTIVAS

http://fisioterapia.com/tecnicas-utilizadas-na-fisioterapia-geriatrica/

https://greatergood.berkeley.edu/article/item/how_social_connections_keep_seniors_healthy

Tags:
Categoria(s):

Deixe um comentário

1 comentário em “Fisioterapia domiciliar para idosos: saiba se essa é a melhor opção”

Deixe uma resposta

O seu comentário será publicado no Facebook.


Voltar