Saiba as respostas para as principais dúvidas sobre a inclusão escolar

13.09.2019

Apesar de já fazer parte do dia-a-dia da maioria das escolas, a inclusão escolar ainda é fonte de muitas dúvidas para profissionais e para pais de crianças com ou sem deficiência.

Algumas vezes as dúvidas são consequência da falta de conhecimento. Outras podem ser realmente questões que surgem com a prática da inclusão escolar. A verdade é que é fundamental a participação ativa da família e dos profissionais. Somente assim a inclusão escolar realmente acontecerá e será benéfica para todas as crianças e para a sociedade.

Para ajudar a esclarecer essas dúvidas, listamos as respostas às principais dúvidas sobre inclusão escolar. Esperamos assim ajudar a combater um pouco das dificuldades enfrentadas pelas crianças com deficiência e por seus familiares.

Existem parâmetros curriculares para promover a inclusão escolar?

Não existe um único currículo para inclusão de alunos com deficiência porque cada criança tem facilidades e dificuldades individuais. Contudo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional assegura aos alunos com necessidades especiais currículo, métodos organização e recursos educativos para atender suas necessidades.

A lei determina que as escolas tenham professores capazes de elaborar e aplicar atividades considerando as necessidades de cada criança.

Alunos com deficiência devem ser matriculados seguindo a idade ou o desenvolvimento intelectual?

Todos os alunos devem ser matriculados de acordo com a sua faixa etária. Caso haja defasagem no aprendizado, é possível adaptar o currículo, conforme orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais.

Alunos com deficiência intelectual cumprem a carga horária normal da escola?

Sim. A deficiência não pode determinar os limites de aprendizado das crianças. Caso exista a necessidade de adaptação, a grade horária pode ser flexibilizada em relação às formas de apresentação do conteúdo. Porém o tempo de permanência na escola é o mesmo.

Como é avaliada a aprendizagem dos alunos com deficiência?

A avaliação deve ser realizada de acordo com as potencialidades e os conhecimentos adquiridos pelo aluno.

Como promover a inclusão escolar para alunos com deficiência física?

Crianças com deficiência física têm limitação da mobilidade e da coordenação em geral. Elas, frequentemente, têm dificuldades para escrever e podem ter o aprendizado um pouco mais lento. Mas a linguagem costuma ser adquirida normalmente.

Para promover a inclusão escolar desses alunos é essencial adequar a estrutura do prédio da escola. Rampas, elevadores, corrimão, e banheiros adaptados atendem todas as crianças igualmente.

Alguns tipos de tecnologia assistida são indicados para auxiliar na inclusão escolar como engrossadores de lápis, apoio para braços, tesouras adaptadas, etc.

Como promover a inclusão escolar para alunos com deficiência visual?

A deficiência visual é caracterizada pelo comprometimento parcial (de 40% a 60%) ou total da visão.

Para promover a inclusão social das crianças com deficiência visual é importante compartilhar a organização dos objetos da sala de aula, para facilitar a mobilidade. Mantenha os objetos sempre na mesma ordem e, caso sejam modificados, é preciso avisar a criança previamente.

O aluno com deficiência visual tem o direito de usar materiais adaptados, como livros em braile. A alfabetização em braile deve acontecer simultaneamente ao processo convencional, com suporte do Atendimento Educacional Especializado (AEE).

O ambiente externo deve conter sinalização adequada, piso tátil, corredores desobstruídos, escadas com contraste de cor, etc. O entorno da escola também deve conter sinais sonoros nos semáforos e nas saídas de veículos.

Como promover a inclusão escolar para alunos com deficiência auditiva?

A deficiência auditiva é caracterizada pela incapacidade de ouvir sons com intensidade menor que 50 decibéis. Quando a deficiência é mais severa, aparelhos e órteses ajudam parcialmente, mas é importante o aprendizado de Libras e da leitura orofacial.

As escolas que tenham alunos com deficiência auditiva têm o direito de receber um intérprete de Libras e material de apoio específico.

No dia-a-dia, é importante posicionar a criança nas primeiras carteiras da sala e falar com clareza, para facilitar a leitura orofacial. É importante também dar preferencia aos recursos visuais nas aulas como projeções e registros no quadro.

Como promover a inclusão escolar para alunos com deficiência intelectual?

Crianças com deficiência intelectual ou cognitiva têm dificuldades para resolver problemas, compreender ideias abstratas, estabelecer relações sociais, compreender e obedecer regras e realizar atividades rotineiras.

As limitações, nesses casos, variam muito de criança para criança. Porém, o mais comum é que elas sintam dificuldades na interpretação de conteúdos abstratos.

Dessa forma é exigido do professor que ele utilize estratégias diferenciadas para exposição nas aulas. Relacionar os conteúdos com situações do cotidiano e mostrar exemplos concretos ajuda muito.

É preciso sempre identificar as competências e habilidades que cada criança possui.

Agora você já conhece as respostas às principais dúvidas sobre inclusão escolar. Compartilhe esse conteúdo para que mais pessoas possam conhecê-lo.

A Essence Cuidados se orgulha de contribuir com o bem-estar das pessoas com algum tipo de deficiência através de seus serviços de transporte especializado.

Conheça nossos serviços e solicite um orçamento.  

Tags:
  • Acessibilidade
  • inclusão da criança com deficiência
  • inclusão da pessoa com deficiência
  • pessoa com deficiência

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu comentário será publicado no Facebook.


Voltar